Sistemas de comando variável de válvulas

Válvula de comando

Válvulas de comando são usadas para atuar componentes de motor comutáveis de dois estágios. A pressão de óleo existente no circuito de óleo do motor é usada para ativar o mecanismo de trava dos elementos de comando através de uma válvula de 3/2 vias. A válvula de 3/2 vias é controlada por um mapa de características no ECU em dependências de vários parâmetros, tais como velocidade, carga, velocidade do veículo, temperatura de operação, etc.

A válvula de comando está montada diretamente no cabeçote do cilindro e está integrada no circuito de óleo. Ela consiste de um eletroímã e um mecanismo hidráulico. Quando é aplicada corrente na válvula, o óleo flui da bomba de óleo para os elementos de comando e ativa os mecanismos de trava dos componentes comutáveis do motor. Quando a válvula está sem corrente, a passagem da bomba de óleo para os elementos de comando está fechada e o óleo retorna através de um bypass pelo corredor de comutação em baixa pressão para o reservatório de óleo - os mecanismos de trava voltam para suas posições originais.

Os tempos de comando dependem do mecanismo da válvula e do design do circuito hidráulico. Um fator altamente decisivo para a boa qualidade de comando é também a variância do curso de válvula, ou seja, a reprodutibilidade de comutação sob variadas condições operacionais e tolerâncias de sistema.