SERVIÇO
 
Overrunning Alternator Pulley (OAP) – Polia Unidirecional para Alternador;

Overrunning Alternator Pulley (OAP) – Polia Unidirecional para Alternador

 
CONTATO

Renata Campos
Marketing e Comunicação Corporativa – América do Sul

Tel.  +55  15 3335-1422
Renata Campos

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Siga-nos no Twitter @schaefflergroup para receber os últimos press-releases e novidades.

2018-06-14 | Sorocaba

Schaeffler amplia portfólio de polias OAP para o mercado brasileiro


  • A tecnologia das polias OAP (Overrunning Alternator Pulley – Polia Unidirecional para Alternador; Roda livre de alternador) reduz as vibrações e ruídos nos motores a combustão interna
  • A empresa é líder no fornecimento desse componente no mercado brasileiro e mundial

A Schaeffler, detentora das marcas LuK, INA, FAG e Ruville, ampliou o portfólio de polias de alternador de roda livre OAP para o mercado de reposição independente brasileiro. Líder de mercado, a empresa disponibiliza no Brasil mais de 80 diferentes tipos de polias OAP, que atendem 80% da frota circulante no País equipada com essa solução inovadora.

A polia de alternador de roda livre OAP, da marca INA, é referência no mercado. A tecnologia foi desenvolvida pela Schaeffler para amenizar as oscilações, vibrações e ruídos produzidos pelos motores a combustão interna. Isso porque, com o aumento da potência desses motores, são maiores as oscilações e vibrações produzidas, causando ruídos e danos diretos aos circuitos primário e acessório. Isso ocorre pois, no motor a combustão interna, o movimento rotatório do virabrequim não é uniforme. Constantemente, o ciclo de combustão acelera e, em seguida, desacelera o virabrequim, provocando vibrações torcionais.

As cargas mais elevadas e o torque maior do motor exigem alto desempenho da movimentação do circuito acessório (FEAD – Front End Auxiliary Drive). Essas irregularidades rotacionais do virabrequim são transmitidas a todos os componentes da unidade de acessórios FEAD por meio de suas correias de acionamento. Em consequência, causam ruídos e podem gerar danos ao circuito acessório. Ao identificar que as polias rígidas de alternador tradicionais não ajudam a reduzir as vibrações e os ruídos que vêm do circuito acessório, a solução encontrada pela Schaeffler para o problema foi o desenvolvimento da polia OAP.

No mundo, o Grupo Schaeffler fornece hoje ao mercado de reposição mais de 250 itens de polias OAP, cujos projetos variam de acordo com o veículo, o motor e o equipamento. Com mais de 230 milhões de polias OAP já produzidas para automóveis e veículos comerciais leves, a Schaeffler é líder mundial na fabricação desse componente. Um em cada quatro carros no mundo é equipado com polia OAP da marca INA.

O design e a qualidade da solução INA com rolamentos de agulha oferecem uma capacidade de carga mais elevada. Os benefícios incluem também uma operação mais suave de todo o sistema FEAD, redução de ruídos, mais eficiência, menor consumo de combustível e aumento da vida útil do tensor e da correia. Um dos diferenciais do componente é que o alternador é dissociado das irregularidades rotacionais porque a polia está equipada com uma catraca, fazendo com que a potência do virabrequim seja transmitida em apenas uma única direção, reduzindo assim as vibrações da correia.

Referência no mercado
A polia de alternador de roda livre foi desenvolvida em 1995 e não demorou muito para os fabricantes de veículos reconhecerem o potencial dessa solução inovadora da Schaeffler. Em 1996, a polia OAP INA já estava sendo usada nos motores a diesel de alta performance da Volkswagen, Audi e automóveis da Daimler. Em 2000, a Schaeffler fornecia a polia OAP INA para motores a gasolina de injeção direta.

No decorrer dos anos, a Schaeffler aprimorou o componente e ampliou o portfólio, atendendo às demandas das últimas tendências automotivas, que incluem aumento do torque do motor com maiores vibrações causadas pelo virabrequim e da carga em todo o sistema FEAD.

“Como parceiro de desenvolvimento e fornecedor de equipamentos originais (OE), a Schaeffler colabora com os fabricantes de veículos e de alternadores, para garantir que seus requisitos no desenvolvimento dos produtos sejam atendidos. É por isso que a polia OAP INA continua sendo um componente de referência para o mercado de reposição automotiva”, destaca Airton José do Prado, Gerente de Produtos Schaeffler América do Sul.

Estrutura da polia de roda livre OAP
A OAP é uma polia geralmente composta por uma unidade de roda livre com rolamentos de apoio radiais integrados, anel interior metálico, vedação e tampa protetora de plástico. Através da folga axial, a pista da correia ajusta-se automaticamente. Isso melhora decisivamente o comportamento de ruído da correia que entra no perfil, uma vez que ela não é forçosamente guiada na roda de acionamento do gerador. O furo do anel interno das polias de roda livre é concebido de modo a não necessitar de alterações no eixo do alternador. O anel interior é fixado no eixo por uma rosca fina. O dentado de entalhes serve para transmitir a força correta da polia à correia, sem patinação. Uma tampa protetora cobre a unidade de roda livre no lado frontal, protegendo a polia contra sujeira e respingos de água. Além disso, a superfície da polia tem uma camada anticorrosiva.

Montagem
A polia e o anel interior da polia da roda livre são com¬postos por peças rotativas em aço. O torque de aperto para a fixação da polia de roda livre, em geral, deve ser entre 80 Nm a 85 Nm. A força de união da tampa protetora que engata por fora ou por dentro tem aprox. 10 Nm. A tampa pode ser facilmente montada à mão e a eficácia na proteção é comprovada. As tampas protetoras só podem ser usadas uma vez, pois podem ser danifica¬das na desmontagem. Não é permitido o funcionamento da polia de roda livre sem tampa protetora. A instalação da polia sem essa proteção tem a garantia cancelada.

A Schaeffler aplica os cookies para garantir o melhor uso possível. Ao usar este b site você estará concordando com a aplicação destes cookies. Mais informações

Aceitar